Categorias
Sem categoria

Recrutamento, Diversidade e Inclusão nas organizações

Analisaremos o recrutamento e seleção, incluindo diversidade e inclusão na estratégia empresarial: sua relevância e seus entraves para melhoria de cultura, inovação e lucratividade.

Porque a diversidade e inclusão devem fazer parte da estratégia das empresas?

Inclusão se refere a um ambiente corporativo que valoriza a diversidade e respeita todas as pessoas.

Diversidade nas organizações ocorre quando existe a confiança de que pessoas distintas em experiências, gêneros, características, orientação sexual, etnia e crenças são aceitas igualmente.

Aceitar a diversidade é saber respeitar pessoas com estruturas, pensamentos, ideias e estilos de vida diferentes do contexto organizacional maior.

Pesquisa efetivada pela McKinsey (2020), revela relação direta no pertencimento e engajamento empresarial relativo ao nível de inclusão e diversidade proporcionado pelas altas lideranças numa organização e o seu retorno financeiro.

Resultados mais positivos de produtividade dos colaboradores vem da motivação de pertencer a um bom grupo de trabalho.

Empresas inclusivas e com diversidade cultural se tornam mais criativas e inovadoras, além de serem mais relevantes no que se refere a respeito e ética.

A partir de pesquisa realizada pela Aberje – Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (2019), em empresas brasileiras, sugerimos a seguir, algumas das ações de D&I que gestores conscientes podem incrementar em suas empresas:

. gerar Comitê de Diversidade, Inclusão e grupos de afinidade (compostos por pessoas de diferentes identidades, níveis e áreas da organização) para analisar, estabelecer metas e compromissos com uma consultoria especializada de Gestão de Pessoas;

. mapear diversidade e inclusão na empresa para cultivar o pertencimento e engajamento;

. administrar processos seletivos e programas corporativos para grupos específicos de diversidade junto à equipe de Recursos Humanos;

. produzir alerta e dicas para filtros de diversidade, a fim de orientar uso adequado e diminuir vieses em conjunto com RH;

. criar canal de escuta e acolhimento para ouvir comentários, sugestões e relatos de todas as pessoas que trabalham na empresa.

Empresas investindo em Diversidade e Inclusão passam a estar alinhadas aos princípios de ESG (sigla em inglês para “environmental, social and governance“), que respeitam e valorizam critérios ambientais, sociais e de governança.

Portanto, abranger a D&I na estratégia da sua empresa é uma excelente forma de motivar e incentivar seus colaboradores, aumentar a produtividade das equipes e assim, melhorar a performance financeira organizacional.

Como ir além dos nossos vieses inconscientes no recrutamento e seleção?

Quando a empresa tem a cultura de D&I, é importante que reflita isso no processo seletivo da empresa. 

Para isso, é preciso considerar em seu quadro colaboradores negros, asiáticos, brancos, mulheres, mães, pessoas LBGTQ+, pessoas 50+, enfim, independente de sua condição social, física, sexual, raça, religião ou idade  

Entretanto, o viés inconsciente que todos apresentamos, pode atrapalhar o resultado da empresa nessa empreitada.

Vieses inconscientes são preconceitos agrupados no nosso cotidiano.

São baseados em estereótipos que impressionam julgamentos e ações, sem prestarmos atenção.

Abaixo, listamos alguns, com grande impacto nas escolhas que fazemos:

Viés de afinidade:  tem a ver com a tendência de preferirmos colaboradores que atuam ou são parecidos conosco;

Viés de percepção: quando julgamos alguém pelo que parece ser (bonito ou feio) sem base concreta em fatos, baseado em achismo;

Viés confirmatório: fazemos pré-julgamento de alguém e procuramos teorias ou fatos para confirmar nossa hipótese, rejeitando tudo que não confirme nossas crenças;

Viés de efeito de halo: avaliamos alguém a partir de uma única característica agradável ou positiva e elaboramos um perfil estereotipado global dele com este único fator;

Viés de efeito de grupo: a pressão coletiva para manter a coesão máxima nos desestimula qualquer opinião contrária ao padrão vigente.

Essa é a luta contra o cérebro e os vieses inconscientes que os profissionais de recrutamento e seleção lidam diariamente.

Lutando contra isso, as empresas podem avaliar processos de pagamento, promoção, contratação e os critérios deles resultantes através de ferramentas mais analíticas.

E complementar esse processo com treinamento para eliminar por completo os vieses inconscientes.

Prepare-se para criar um ambiente inclusivo que possa atrair e reter diversidade de pessoas, a partir dos cargos de alta liderança.

Gostou que falamos sobre recrutamento e D&I? Concorda com esse procedimento na sua empresa?

Se sim, siga a MRojas Talentos Humanos pelo seu site www.mrojas.com.br, assim como, nas redes sociais: Facebook, Instagram, LinkedIn e deixe seu like, além de comentários.

Eliana Ozores – Ma em Comunicação – ECA/USP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.