Categorias
Sem categoria

Benefícios do assessment para incremento de equipes de alta performance

Assessment e equipes de alto desempenho

 

A avaliação comportamental afeta a adequação cultural das pessoas na empresa? Ajuste cultural ou ação cultural para desenvolvimento de equipes de alta performance –   o que fazer?

 

Qual a relação do assessment com adequação cultural de equipes de alta performance? 

Para todos os níveis organizacionais, assessment enquanto um instrumento estratégico de gestão de pessoas, pode alinhar aos princípios da organização.

Entretanto, ele, também, pode ajudar no desenvolvimento organizacional, bem como, engajar talentos, trazendo inclusão e diversidade na empresa em equipes de alta performance.

Quanto mais completas forem as informações que um gestor possui, melhor será a competência de julgamento da empresa.

Entretanto, quanto maior é a organização, mais complicada se torna a captação de informações.

Descobrir a melhor pessoa para o trabalho envolve mais do que meramente identificar quem é mais adequado para o trabalho real e o fit-cultural da organização.

Portanto, os valores e características que constituem uma cultura organizacional podem e precisam ser refletidos em uma equipe de trabalho ricamente diversificada.

Por outro lado, lembre-se que essa maneira de pensar, também, pode contrariar quaisquer ações de diversidade e inclusão que a organização coloque em prática.

O papel do ajustamento ou ação cultural no desenvolvimento de equipes

Existem várias maneiras de medir o ajuste organizacional através do assessment e da análise do fit cultural. 

Esses ajustes podem levar a conversas não muito confortáveis. Mas sem elas, as organizações terão maiores dificuldades com seu time de alto desempenho.

Lembre-se que, conversas difíceis podem fazer com que empresas sejam mais bem sucedidas, possibilitando que a organização busque aspectos diferentes, a fim de inovar.

Se a organização não tocar no status quo, como se tornará uma organização maior, melhor e mais lucrativa no futuro?

Uma equipe de alto desempenho busca a excelência usando comunicação aberta e bidirecional, confiança mútua, objetivos comuns, liderança compartilhada, funções de trabalho claras e conflito construtivo.

Nesse sentido, em alguns períodos, pode-se trocar o ajuste cultural por “ação cultural” – ou seja, trazer novos colaboradores ou diferentes ideias e experiências para equipes de alto desempenho.

A maior parte das habilidades pode ser ensinada, mas, personalidade, instinto e intuição não são treináveis e fazem a maior diferença na formação de uma equipe de alta performance.

Se quiser saber mais como implementar e conduzir um processo de assessment na sua organização para desenvolvimento de equipes de alto desempenho, conte com a MRojas para apoiá-lo!

Siga a MRojas nas redes sociais! É só nos acompanhar no Instagram e no Facebook! 

Gostou do conteúdo? Deixe um comentário sobre o que vem primeiro: o sucesso ou a alta performance?

Eliana Ozores — Ma. em Comunicação — ECA/USP

Categorias
Sem categoria

Assessment traz assertividade empresarial?

O que é assessment?

Assessment traz assertividade empresarial

Assessment quer dizer avaliação.

O processo emprega ferramentas de avaliação que podem identificar competências dos colaboradores com responsabilidades de liderança ou distintas funções.

No mundo corporativo, esse termo, também, está ligado a uma metodologia usada em boas organizações pela área de gestão de pessoas

Existem diferentes ferramentas e tipos de assessment, cada um com um objetivo próprio — dependendo do que a organização procura.

Observe, abaixo, objetivos para se buscar assessment:

•          avaliar características pessoais;

•          buscar traços motivacionais;

•          aferir a adesão do colaborador ao escopo e cultura da empresa;

•          analisar a capacidade de entrega do colaborador em competências básicas para o presente e o futuro do negócio;

•          estimar quais ações e/ou planos são essenciais para o seu desenvolvimento;

Assim, temos um assessment pessoal (inteligência, personalidade…); outro cultural (alinhamento de ideias com a empresa) e outro voltado a métricas de desempenho.

Assessment é importante para pessoas que participam do processo?

Assesment traz assertividade empresarial 2

Na metodologia assessment, analisam-se itens comportamentais, atitudinais, o potencial e a maturidade psicológica da performance de pessoas.

Por meio desse método, a organização, os gestores e os colaboradores identificam um conjunto de informações ligados a:

•          autoconhecimento;

•          análise e incremento de competências;

•          altos e baixos desempenhos;

•          um banco de talentos;

•          aperfeiçoamento de habilidades; 

•          recrutamento e seleção;

•          desenvolvimento de profissionais;

•          força da equipe de líderes;

•          sucessão.

Portanto, obtém-se resultados atualizados do desempenho dos colaboradores em cargos atuais e futuros.

Além disso, cada pessoa pode ter acesso a informações personalizadas e valiosas, tanto para seu crescimento pessoal, como profissional. 

Então, fora adquirir autoconhecimento, ela conhece competências complementares para tomadas de decisões conscientes na sua vida.

Com essa ação, com resultados compilados de forma individual, ocorre maior assertividade pessoal e empresarial.

Portanto, todos ganham! E a empresa ainda pode desenvolver políticas, treinamentos e ações de engajamento interno com mais qualidade.

Como avaliar ou o que está dentro desse processo de assessment?

Ao final do processo avaliativo, um relatório é entregue para empresa e/ou o colaborador, fruto de toda a sequência de ações a seguir:

Procura-se validar e compreender competências organizacionais (e de cargos), quando se avaliam autocontrole e resiliência, assim como, comunicação.

Analisam-se, também, organização, planejamento, potencialidade para inovação, entre outras habilidades — interpretando e comparando com regras profissionais.

Vale ressaltar que esse procedimento oferece, um panorama da pessoa, acerca de habilidades sobre seu processamento de informações.

Acrescente-se a isso, conhecimento sobre resolução de problemas e pensamento crítico, até mesmo sobre tomada de decisões.

Também, são realizadas entrevistas individuais por competências, empregabilidade e carreira, que complementam o processo.

De modo a medir aptidões individuais e identificar dados de personalidade uma bateria de testes psicológicos e um teste informatizado podem ser aplicados.

Por fim, um laudo individual é elaborado para gerar ações assertivas no ambiente de trabalho através de recomendações em um PDI (Plano de Desenvolvimento Individual).

Todo o processo termina com uma avaliação devolutiva, para que o colaborador perceba os pontos que precisam ser desenvolvidos e as reciclagens necessárias para seus objetivos.

Portanto, o uso das técnicas do assessment contribui para o desenvolvimento das pessoas.

Se elas foram úteis de alguma forma, nos contate para conhecer mais sobre o nosso processo de assessment: www.mrojas.com.brFacebook, InstagramLinkedIn e WhatsApp

E, também, que tal compartilhar este conteúdo nas suas redes sociais?

Eliana Ozores — Ma em Comunicação — ECA/USP